Mãe a “tempo inteiro”

Ser mãe a tempo inteiro é um desafio constante.

Está a completar um mês e meio que exerço em exclusivo esta “profissão”. Estar grávida e ter uma criança de ano e meio constantemente atrás de mim a chamar MÃE MÃE MÃE não é pêra doce.

Não é fácil gerir a lida da casa com roupas e comidas e ter um serzinho pequeno a tirar tudo do sítio. Muitas vezes coloco a máquina da roupa a lavar de manhã e o pai chega ao fim do dia e ainda está meio alguidar por estender.

Quando consigo que a pequena durma um pouco acabo por adormecer com ela…resumindo quando acordamos está tudo na mesma… Sim porque uma grávida tem muito sono!

Devido ao passar tanto tempo comigo ficou ainda mais apegada a mim embora o pai seja a sua perdição. Quando é para dormir e comer se a mãe estiver presente não tem como fugir. Numa noite da semana passada tive que me ausentar e a pequena Alice ficou com o pai. Quando cheguei estava tudo calmo, para meu espanto a pequena dormia e a casinha estava toda arrumada. Confesso que fiquei espantada. O pai disse que a pequena adormeceu super bem sem sequer perguntar por mim!

No mês de Março o tempo teve muito mauzinho o que nos levava praticamente a passar todo o dia em casa. Como o tempo já melhorou substancialmente  vamos todas as tardes para o quintal onde, durante 1 hora, a pequena dá umas 20 voltas à casa atrás da bicharada enquanto a mãe corre atrás dela…

Gosto muito da minha filha, mas acho que não fui feita para ser mãe a “tempo inteiro”. O pai tem chegado tarde do trabalho e não tem conseguido dar muito apoio. Sinto falta de um bocadinho só meu. Talvez esteja a ser um pouco egoísta mas é o que sinto.

Conheço algumas mães a tempo inteiro e já perguntei a algumas delas como conseguem. Uma delas disse-me que o truque é sair e socializar. Acredito que faça a diferença, contudo os avós e amigos de família encontram-se a trabalhar dificultando esta tarefa.

E tu gostavas de ser mãe a “tempo inteiro”? Como achas que conseguias realizar a tua lida de casa?

Deixa o teu comentário e conta-nos como fazes ou farias se fosse o teu caso!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

four × one =